Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Primeira Casa da Rua

SE O TEMA É DESIGN SUSTENTÁVEL, DECORAÇÃO SUSTENTÁVEL OU DIY PARA A CASA, ENTÃO ESTÁ AQUI!

Amo-te Mamã*

Amei-te, amo-te e amar-te-ei.

No dia 21 de Setembro pelas 10h45 foi a primeira vez que nos vimos na vida terrena e foi amor à primeira vista. Olhamos um para o outro e soubemos no primeiro segundo em que respirei que era amor para a vida toda e é mesmo para a vida toda, mesmo para a vida depois da vida.

Uma das primeiras memórias. Tu, minha mãe, em casa, a cantares as músicas que eram tão especiais para ti e que te faziam sentir tão feliz. A tua luz e alegria iluminava tudo e todos. Para o meu olhar, duas pequeninas estrelas do enorme universo e para o meu coração ainda tão pequenino, só existias tu naquele momento, davas-me tanto amor sem pedir nada em troca que o meu coração ficava gigante.

Quem me ensinou a tabuada, os primeiros verbos e estava sempre junto a mim enquanto fazia os trabalhos de casa, eras tu. Se não estávamos juntos lá ia eu procurar por ti para estar ao teu lado. Só o poder estar junto de ti já era um privilégio que a vida me dava. Há tantas outras ocasiões e momentos em que rimos e chorámos juntos, umas vezes de alegria outras de tristeza, mas sempre estivemos juntos de mãos dadas. 

A memória que tenho mais presente foram todas as noites em que o medo do escuro me assustava. Ficava com muito medo, mesmo com a luz de presença ligada, e tu lá estavas, junto a mim, encostada ao meu braço ou a mexer no meu cabelo até dormir. Às vezes, ainda estava meio acordado quando estavas a ir para a cama, chamava-te e lá estavas tu junto a mim, mesmo que no dia a seguir o alarme tocasse mais cedo.

Sempre foste a mãe guia, cuidadora, divertida, distraída, verdadeira, honesta, tão, mas tão doce, sempre com uma palavra cheia de amor, de carinho, não só para os filhos, mas para todos os que estavam à tua volta, até para com aqueles que algumas vezes foram menos corretos contigo. Nessas alturas, mostravas ter uma grandiosidade e uma luz imensa, de tão humilde que eras, não sei se algum dia vou ser capaz de o igualar. És tão, mas tão grande que não consigo descrever em palavras.

Foi contigo que aprendi a respeitar o próximo e a exigir respeito, Foi contigo que aprendi que só devemos estar com quem nos faz bem. Foi contigo que aprendi a não guardar rancores. Foi contigo que aprendi a ser o homem que sou hoje, a aceitar-me tal como sou, com princípios que me guiam e me vão guiar para sempre até estarmos novamente juntos cara a cara, olhos nos olhos.

No dia 18 de Janeiro de 2021 partiste para a vida depois da vida, mas eu não podia ter o coração mais cheio de amor e gratidão. Estiveste no meu primeiro sopro e eu estive no teu último sopro. Como sempre desejei, estivemos de mãos dadas até ao teu último suspiro, cantei as músicas que tanto gostavas e que tantas vezes cantavas e me encantavam. Tenho tanta gratidão por ter conseguido estar contigo até à tua partida, OBRIGADO.

Como tu me disseste nas últimas semanas, olhos nos olhos: "Onde tu estiveres, estou contigo e estou bem." Minha mãe, onde tu estiveres eu também estou contigo. Vamos voltar a estar juntos e a dar aquele abraço de que tanto gostamos.

Amei-te, Amo-te e Amar-te-ei para sempre minha mãe.

Até já mamã.

Do teu filho que tem um amor por ti sem tamanho um beijo do tamanho do universo.

Anjo da Guarda te acompanhe minha mãe.*

26.10.1937 - 18.01.2021

 

Guilhermina Matos Cabral.jpg

Guilhermina Matos Cabral e Nuno Matos Cabral 2.jpg

Guilhermina Matos Cabral e Nuno Matos Cabral 3.JPG

Confinamento Sustentável

Agora que vamos entrar novamente num período de confinamento descubra dicas para poupar na carteira,

Agora que o confinamento está de volta, ou seja, vamos estar em casa 24 sobre 24 horas em casa, vamos gastar mais energia, por isso deve ter em conta algumas dicas para que possa poupar na conta da eletricidade, água e gás, mas também para poupar o planeta. 

São regras tão fáceis de executar, que praticamente nada altera os seus hábitos:

1. Agora que faz mais frio, mas esta um sol agradável, aproveite para abrir todas as persianas ou portadas para que a casa possa estar mais confortável e mais quente enquanto há sol. Não necessita ter o aquecimento ligado 24 horas;

2. Reduza a intensidade do aquecedor. Vista roupa mais quente e beba um chá para aquecer;

3. Não deixe luzes ligadas quando não está na divisão;

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 7.jpg

4. Se estiverem todos a ver o mesmo programa, não tenha várias televisões ligadas, aproveite para se encontrar com toda a família na sala de estar; 

5. Troque todas as lâmpadas da casa por LED, (2700 K), são mais duradouras e mais económicas. Atualmente encontra no mercado lâmpadas com a luz mais amarela que permite criar um ambiente mais confortável;

6. Não deixe a água a correr se não estiver a precisar, por exemplo, feche a torneira enquanto escova os dentes ou enquanto lava os alimentos que vai cozinhar;

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 1.jpg

7. Quando lavar a loiça à mão, coloque-a num alguidar, deite água e detergente, lave bem os recipientes e afins, e só depois de tudo bem lavado deverá voltar a abrir a torneira para retirar o produto;

8. Antes de entrar no duche, há sempre desperdício. Enquanto a água aquece coloque um recipiente e utilize essa água para regar as plantas ou para lavar a loiça;

9. Procure retirar tudo o que necessita do frigorífico de uma só vez. Estar a abrir constantemente o frigorífico gasta mais eletricidade para que o aparelho possa manter a temperatura ideal;

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 6.jpg

10.  Os consumos em "stand-by" podem representar até 10% da fatura de eletricidade. Desligue os aparelhos sempre que possível. Desligue sempre a TV no botão do "power" e não no comando, assim vai continuar a gastar eletricidade;

11. É importante mantermos os hábitos da separação do lixo. Se não o fazia antes, aproveite este período e comece agora. Peça ajuda aos mais pequenos, vão-se sentir úteis ao ajudar a família.