Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Primeira Casa da Rua

SE O TEMA É DESIGN, DECORAÇÃO OU FAÇA VOCÊ MESMO, ENTÃO ESTÁ AQUI!

Cá por Casa #062... Vodafone Mexefest

No fim de semana de 27 e 28 de Novembro, todos os caminhos vão dar à Avenida da Liberdade. O Mexefest vai mexer com um cartaz cheio de música boa. Bombino, Nicolas Godin e Patrick Watson são alguns dos nomes que vão estar presentes no Vodafone Mexefest. Cá por Casa, não vamos perder pitada!

 

Veja outros artigos Cá por Casa: 1, 2, 3, 4, 5.

 

12140656_1048870328487212_7407454760510532251_n.pn

Vodafone Mexefest já mexe!

O ano passado o Vodafone Mexefest foi um sucesso, um cartaz muito diversificado e cheio de boa música onde todos os palcos estiveram esgotados. Este ano não vai ser exceção, já há nomes confirmados que são um bom prenúncio para aquilo que nos espera: Patrick Watson, vindo do Canadá, vem apresentar o seu quinto álbum de originais, “Love Songs For Robots”, o californiano Ariel Pink, que se apresentou sempre com os Haunted Graffiti, pela primeira vez vai estar a solo com o seu disco, “pom pom”, um álbum referência de 2014 e Akua Naru, uma referência no hip-hop, do qual sou fã, vem apresentar o seu último registo de originais editado este ano, "The Miner’s Canary".

 

O Vodafone Mexefest vai acontecer, tal como o ano passado, na zona mais nobre da cidade de Lisboa, na Avenida da Liberdade, nos dias 27 e 28 de Novembro, e querem saber um segredo? Os bilhetes já estão à venda, eu não vou faltar!

 

VodafoneMexeFest.jpg

COORDENADAS 41º 55' 2'' N -8º 34' 4'' W

41º 55' 2'' N -8º 34' 4'' W, sabe o que significam estas coordenadas? São as coordenadas que nos levam até ao habitat natural da música, onde devemos estar todos no próximo fim de semana - O Vodafone Paredes de Coura. Basta colocar no GPS e já lá estamos!

 

O cartaz deste ano é imperdível, nomes como TV ON THE RADIO, vão subir ao palco dia 19 de agosto, os THE WAR ON DRUGS, vão apresentar-se dia 21 agosto e para fechar com chave de ouro os Temples que vão estar no palco dia 22 de agosto. Vai ser um fim de semana único e especial que vai, sem dúvida, deixar histórias para contar.

 

Para ter todas as informações antes de chegar a Paredes de Coura basta clicar aqui.

 

header_final.png

Cá por Casa... #057 - Um novo vício...

Já tinha visto várias vezes o anúncio sobre o novo serviço de tv exclusivo da Vodafone, de nome FOX Play, posso dizer-vos que ainda não tinha dado muita atenção a este nova utilidade, mas no passado de semana fiquei viciado, concentrar num mesmo canal algumas das melhores séries que passam nos canais FOX, FOX Life e FOX Crime, é fantástico, há pessoas que efetivamente têm ideias brilhantes e esta é uma delas.

 

Scandal, Porta dos Fundos ou Poirot já fazem parte da minha lista de séries que vou ver assiduamente com o novo serviço, agora que estou a preparar-me para umas férias merecidas, digo eu, a Fox Play vai comigo, e pode ir literalmente comigo, no meu telemóvel, uma vez que também já está disponível uma aplicação móvel para o efeito. Agora, todas as séries estão à distância de um dedo, definitivamente estou viciado!

 

Fox Play

Como organizar o móvel para a tv...

Hoje em dia, na maioria das nossas salas, um dos elementos que por vezes se torna num pesadelo, para enquadrar na decoração é a televisão, bem sei que cada vez mais, são finas e quase que são verdadeiras peças de design, no entanto, não deixam de ser retângulos que têm que ser enquadrados na composição,  por isso mesmo, é um tema que deve ser abordado.

 

Como criar uma decoração onde o LCD esteja completamente enquadrado, sem se transformar num objeto não desejado, é a questão!

 

9e7b3a31a368ee595f76cea31d939e7c (1).jpg

Vodafone 111.png

 

 Créditos. Domino

 

 1 | 3. Coloque em cada um dos lados do LCD livros e revistas que pretende rever ou mostrar à família ou aos amigos, assim a linha visual da televisão vai ser harmonizada com os livros e revistas que pode colocar na horizontal (deitadas) ou na vertical, como se estivessem organizadas numa estante.

 

2. Escolha uma televisão com a dimensão que mais se adeqúe à dimensão da sua sala, veja aqui as distâncias que deve manter entre o LCD e o sofá. Quanto à box, aí a escolha é muito pessoal, como gosto de ter o melhor em casa, optei pela fibra de última geração, por isso optei pela Vodafone, que além de ter uns serviços fantásticos, a própria caixa tem um design muito simples e discreto, não interfere em nada com a decoração cá de casa.

 

4. Coloque um candeeiro de mesa ou umas velas numa das laterais da televisão, criando assim, com essa luz, um ambiente mais confortável para poder ver um bom filme escolhido no videoclube, que tem inúmeros filmes, que podemos escolher só com um clique.

 

5. Coloque objetos decorativos que lhe tragam boas memórias, é sempre agradável quando estamos a ver televisão relembrarmos bons momentos, mais que não seja, por um ou dois segundos.

 

6 | 7. Caixas de sapatos ou caixas de arquivo misturadas com os livros, revistas e outros objetos decorativos pode ser uma boa solução para colocar fotografias e outros itens, como por exemplo, o comando da sua box.

 

Esta não pretende ser uma fórmula fechada, é uma base para que cada um de nós possa construir a sua própria composição. Dê asas à imaginação!

Hora de decidir o futuro profissional!

Hora de decidir o futuro profissional!

 

A educação é um tema que me diz muito, por isso mesmo, procuro estar sempre atento a todas as novidades que possam contribuir para que os nossos jovens possam fazer as escolhas certas quando chega a hora de decidir qual o percurso académico que pretendem fazer. Essa escolha é bastante importante, uma vez que estamos a falar do inicio de um percurso académico que se vai refletir no percurso profissional. Em Portugal são mais de 390.300 matriculados no ensino superior, no entanto, estima-se que metade dos estudantes que frequentam o ensino superior desiste do curso durante o 1º ano, uma das causas advém da falta de informação dos mesmos em relação aos cursos disponíveis no mercado e às respetivas saídas profissionais. A Fundação Vodafone, sempre atenta a estas questões, criou uma plataforma online, o Design The Future, (designthefuture.pt), que pode ser aquele fator determinante que falta para tomar a decisão final de uma forma consciente.

 

As opiniões dos pais, dos irmãos ou dos amigos são muito importantes, mas a opinião dos profissionais de inúmeras áreas, desde as engenharias passando pela medicina ou áreas criativas, como a música ou a literatura, são ainda mais importantes para perceber os percursos e as experiências profissionais de cada uma destas pessoas. Vamos encontrar nesta fase de lançamento mais de 100 testemunhos, permitindo uma escolha orientada ao perfil, competências e vocação, sempre tendo em conta as necessidades do mercado. O Design the Future é uma aplicação inclusiva, por isso, como todos os programas promovidos pela Fundação Vodafone, permite a utilizadores cegos ou com baixa visão, aceder a todos os conteúdos disponibilizados através da mesma.

 

Uma aplicação que não é só para os jovens mas também para os progenitores, que pode ser consultada não só no PC, mas também no smartphone e tablet.  Uma decisão tão importante deve ser tomada de forma consciente, por isso mesmo o Design the Future, é uma plataforma para a família. Veja aqui estas e outras informações sobre esta nova plataforma.

 

Não me vou cansar de dizer a todos os meus amigos, familiares e jovens em idade de escolher o seu percurso académico para não perderem esta oportunidade única, se fosse a minha hora de decidir não pensava duas vezes.

1.png

3.png

Inviita... Para quem gosta de viajar!

Assumo, sou um viciado em viagens, todas as ferramentas que aparecem e que me permitam facilitar a organização e a própria viagem criam em mim um sentimento de contentamento.

 

Descobri através do programa Vodafone Power Lab, que acaba de ser desenvolvida  uma nova aplicação, de nome Inviita, que permite de uma forma muito intuitiva simplificar e inspirar o planeamento das nossas viagens, nomeadamente, encontrar roteiros únicos criados por viajantes com perfis similares ao nosso.

 

A aplicação funciona em qualquer cidade do mundo, dando-nos informações sobre locais de interesse, transportes e onde podemos também reservar hotéis ou bilhetes para atracões turísticas.

 

Vou estar muito atento, sei que até ao final do mês a versão iOS (ipad e iphone) vai ser lançada oficialmente, não vejo a hora para que esta aplicação esteja disponível, pois vou ser um dos primeiros a experimentá-la.

 

Inviita (1).jpg

Inviita 2 (1).jpg

 

Sala de aula dentro de uma caixa

Uma temática atual e ao qual ninguém pode ficar indiferente são os inúmeros campos de refugiados espalhados por vários pontos do mundo, uma realidade que nunca pensei assistir na segunda década do século XXI. Mas, como essa é a realidade, algumas marcas, para o qual valores como o desenvolvimento educacional e humano das crianças que vivem nesses mesmos campos são mais do que motivadoras para criar e desenvolver novos produtos, a Vodafone Foundation criou a sala de aula instantânea ou ‘Instant Classroom’, uma escola digital portátil que pode ser implementada em apenas alguns minutos e que permitirá ajudar crianças e jovens adultos que vivem em campos de refugiados de grandes dimensões e com escassos recursos, a completar a sua educação.

 

Este novo projeto vai abranger mais de 15 000 crianças, entre os 7 e os 20 anos, que vão encontrar, dentro de uma simples caixa, segura e robusta, de 52 kg, um computador portátil, 25 tablets com software educativo pré-instalado, um projetor, um altifalante e um modem hotspot com ligação 3G, parece impossível mas não é, veja aqui o vídeo que mostra o interior de uma caixa muito bem organizada. Parabéns à Vodafone Foundation pelo projeto!

 

16458392280_8f479f8fb2_k.jpg

16644367891_bea72d2d0a_b.jpg16644367891_bea72d2d0a_b.jpg

Como é que os seus filhos veem a cidade do futuro?

Amanhã já tenho programa para a tarde, vou visitar o Festival IN – Inovação & Criatividade a decorrer na FIL - Feira Internacional de Lisboa, que começou ontem dia 23 e termina dia 26 de abril. Para quem gosta de tecnologia, inovação e empreendedorismo não pode faltar a este evento, o ano passado passei por lá e posso garantir que saí cheio de ideias novas.

 

Porque é que vou amanhã e não no domingo? Porque amanhã vai acontecer o BIG Smart Cities by Vodafone Power Lab, um programa de inovação da Vodafone Portugal, que vai decorrer entre as 15h e as 17h. A operadora irá promover um Match-Making de empreendedores com developers e designers, com o intuito de juntar as ideias de Tecnologia para a Cidade aos conhecimentos técnicos e de programação, que visa fomentar a criação de tecnologias que contribuam para melhorar a vida de quem vive, trabalha e/ou visita a Cidade, tornando-a mais inteligente. Para saber todos os pormenores sobre esta ação basta clicar aqui.

 

E para que todos nós possamos refletir como serão as cidades do futuro, e como diz o velho ditado popular, de pequenino se torce o pepino, a organização decidiu perguntar aos nossos filhos como serão essas mesmas cidades. Algumas das respostas no ano de 2015 parecem impossíveis de concretizar, e no próximo século, serão concretizáveis?

 

Veja aqui o vídeo na integra.

 

Captura de ecrã 2015-04-24, às 12.35.04.png

Captura de ecrã 2015-04-24, às 12.35.39.png

Experiência Vodafone

A semana passada recebi um convite inesperado mas que muito me agradou, fiquei no registo criança de 9 anos à espera do presente. Como todos os meus amigos sabem, sou fã de arquitetura, em especial dos edifícios Prémio Valmor, prémio anual atribuído a grandes obras de arquitetura realizadas em Portugal, este Prémio resulta do testamento do Visconde de Valmor, Fausto Queiroz Guedes, e foi associado ao Prémio Municipal de Arquitectura desde 1982, premiando diversos tipos de edificação ou obras de arquitectura paisagista.

 

Entre os edifícios galardoados com o Prémio Valmor contam-se o edifício da Reitoria da Universidade Nova de Lisboa (Manuel e Francisco Aires Mateus), o Pavilhão de Portugal (Siza Vieira) e o Pavilhão do Conhecimento (João Luís Carrilho da Graça), e a Sede, jardins e museu da Fundação Calouste Gulbenkian (Ruy Athouguia, Alberto Pessoa, Pedro Cid, Gonçalo Ribeiro Teles e António Viana Barreto), entre muitos outros. A Vodafone que recebeu tal distinção em 2005, entre outras, tais como o os prémios para Melhor Edifício de Escritórios e Melhor Empreendimento Imobiliário de 2004 e o Prémio Dedalo Minosse, atribuído pela associação de arquitectos italianos endereçou-me o convite para conhecer a sua sede na antiga Expo, hoje denominado Parque das Nações.


Não é difícil adivinhar, que a noite anterior à visita foi bastante agitada a contar as horas, os minutos os segundos para ter a minha experiência Vodafone. Claro que antes da visita já sabia que o edifício foi projetado pelos arquitetos Alexandre Burmester e José Carlos Gonçalves, o arranque da obra foi em 2000 e no ano de 2002 estavam os primeiros colaboradores a mudarem-se de malas e bagagens para o novo edifício, atualmente são precisamente 1422 colaboradores a viverem este edifício, sim, disse bem, a viverem, porque as experiências que podemos desfrutar dentro deste edifício que tem uma área de cerca de 35.000 m² acima do solo e 25 000 m² de área subterrânea, são inúmeras.


A minha experiência começou logo à chegada, deparei-me com uma zona de receção, não muito usual, com uma iluminação cuidada, um tapete a demarcar a zona, onde estava uma colaboradora que com a sua simpatia me deu as boas vindas. A solução que encontraram para termos acesso à experiência Vodafone, é muito século XXI, uma mensagem é enviada para o nosso telemóvel e a partir daí podemos entrar e sair com essa mesma mensagem. Adorei, senti-me uma personagem do Star Wars ou do Espaço 1999.


O edifício com as suas linhas retas, vãos de grandes dimensões e todas as linhas que se cruzam em várias rampas que unem os pisos são um deleite para a visão.


Os revestimentos dos corredores, quase que intermináveis, que são também uma verdadeira experiência visual, também são uma experiência tátil, o conforto das madeiras que revestem as paredes e o pavimento transformam todos aqueles percursos num verdadeiro conforto.


O jardim dos bambus, uma experiência olfativa e auditiva inesquecível, ao passearmos pelos vários corredores de bambus com mais 3 metros de altura, criando paredes com mais 5 metros, transmitem uma sensação de tranquilidade, que em palavras torna-se difícil de descrever.

 

Depois a zona do Club Vodafone onde todos os funcionários podem fazer desporto, o refeitório com uma decoração muito minimalista e confortável, com algumas das taças que as várias equipas de desporto conquistaram e o espaço onde os colaboradores podem preparar as suas próprias refeições, são espaços que não deixam ninguém indiferente, um ambiente muito “clean”, minimal, mas muito confortável.


O mais interessante é que para viver parte desta experiência não necessita de convite, porque há um jardim no núcleo central do edifício onde pode desfrutar e apreciar o edifício no seu todo, tendo o rio Tejo como pano de fundo, por isso basta querer!


Obrigado pelo convite, obrigado Rita pela simpatia com que me recebeu. Tive uma verdadeira experiência Vodafone!

 unnamed (2).jpgunnamed.jpg

Edificio Vodafone.jpg

IMG_2032.jpgIMG_2025.JPGfotografia (1) (1).JPG

fotografia 4 (2).JPG

IMG_2045.JPGIMG_2060.JPGfotografia 5 (3).JPG

IMG_2052.JPG