Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Primeira Casa da Rua

SE O TEMA É DESIGN SUSTENTÁVEL, DECORAÇÃO SUSTENTÁVEL OU DIY PARA A CASA, ENTÃO ESTÁ AQUI!

À conversa com a equipa Portugal Faz Bem

Amanhã não percam. Vou estar à conversa com a equipa Portugal Faz Bem,  sobre  dois temas que me são tão queridos, o Design e a Sustentabilidade. Aqui fica uma transcrição da Portugal Faz Bem e do painel onde vou estar à conversa:

No decorrer da Conferência #PortugalFazBem 3Days' Summit apresentamos no dia 12 Maio o Fórum Faz Bem - Portugal, Brasil e Espanha com Histórias inspiradoras sobre "O papel do Designer de Interiores na interpretação de necessidades e activação de marcas", curado pela equipa Portugal Faz Bem.
 
Com inicio às 14:00h . À conversa com...
- Pedro Dorey, Designer de Interiores e fundador da QuartoSala e o tema "Lisboa como plataforma de tradução e interpretação do Design";
- Nuno Matos Cabral, Designer de Interiores e fundador do Nuno Matos Cabral Design Studio, com o tema "Signatário do Movimento Marcas por Portugal e pela Sustentabilidade";
- Carlos Dúran, arquitecto do atelier @CVMJ Architecture & Retail e o tema "Uma viagem por espaços de retail na cidade de Lisboa".
 
Descubra aqui toda a agenda para os três dias do 1.° #PortugalFazBem 3Days' Summit.
 

Nuno Matos Cabral Design Studio.png

 

Brincar com Papel

Pedaços de papel que parecem não ter qualquer função podem ser uma ótima matéria prima para criar um quadro especial para colocar numa parede da sala de estar. Aproveite o papel de jornal ou de revistas e de asas à imaginação. Crie verdadeiras obras de arte exclusivas.

Para criar as suas novas obras de arte basta recortar os papeis com as formas que pretende, aplicar cola na parte de traz e fixar os papeis à tela. Utilize colas e telas amigas do ambiente. Quanto ao desperdício de papel coloque no contentor azul.

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral.jpeg

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 2.jpeg

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 1.jpeg

Fora de Casa #027

Warde by HQ Architects é uma instalação realizada na cidade de Jerusalém. O gabinete de arquitetura criou quatro flores gigantes que florescem ou não caso estejam pessoas perto ou não. As esculturas interativas trazem cor ao centro da cidade, sombra durante o dia e iluminação à noite. 

Warde-by-HQ-Architects-3-889x511.jpg

Warde-by-HQ-Architects-@ Primeira Casa da Rua by N

Quando a praça está vazia as pétalas feitas em tecido fecham e a iluminação desliga-se, quando a praça está repleta de pessoas as pétalas abrem e caso seja de noite a iluminação é ligada. A iluminação e a cor das pétalas dão um toque diferente a toda a praça.

Warde-by-HQ-Architects-@ Primeira Casa da Rua by N

Warde-by-HQ-Architects-@ Primeira Casa da Rua by NAs papoilas com uma altura e diametro de 9 metros criam uma sombra abundante, permitindo proteger inúmeras pessoas de baixo das suas pétalas nos dias de mais calor e sol intenso.

Warde-by-HQ-Architects-@ Primeira Casa da Rua by N

Nuno Matos Cabral Design Studio na Imprensa

Desde Abril de 2020 que venho a refletir sobre como será a casa Pós-Covid por isso, este mês, a revista Urbana convidou-me para escrever três artigos de opinião sobre o tema, a publicar no seu site. Dois artigos já foram publicados, o terceiro estará disponível ainda esta semana. 

Também no site da revista F Luxury publicaram um artigo com 16 peças que não podem faltar na decoração de uma sala de jantar e o aparador CENTOPEIA da coleção Nuno Matos Cabral Design Studio foi destacado. Para conhecer mais sobre o que já se falou, fala ou por onde vamos aparecendo basta clicar AQUI e pode descobrir um resumo do que temos andado a fazer.Nuno Matos Cabral na revista F Luxury.jpg

 

Faça Você Mesmo a Decoração dos Ovos de Páscoa

O domingo de Páscoa está-se a aproximar, e este ano, tal como no ano passado, vamos ter uma Páscoa diferente. Não vamos poder estar com a nossa família, com os nossos amigos, só mesmo a família mais restrita, ou seja com quem vivemos. Por isso mesmo peça ajuda a toda a família para por mãos à obra e criarem uma decoração de Páscoa especial.

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 2.jpg

Um projeto DIY pode ser sempre uma boa solução para descomprimir ou para ocupar os mais pequeninos ou aos mais velhos. Vamos a isso, mãos à obra!

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 4.jpg

Como o coelho é uma figura tradicional desta época, aposte em criar coelhos para a decoração da mesa de almoço de Páscoa.  Ideias que tem tanto de simples como de giras.

Para criar a primeira sugestão basta, para alem do ovo de galinha, uma caneta preta, um guardanapo de papel e um pedaço de corda. Desenhe a cara do coelho no ovo, coloque o guardanapo à volta do ovo e aperte com o cordel. Abra as "orelhas" do coelho para terem mais volume e para criar uma peça mais cénica.

Para quem prefere um coelho mais tradicional, basta escolher uma lata de tinta de água com a sua cor preferida, um pedaço de cartolina ou desperdício de cortiça recortado com o formato das tradicionais orelhas do coelho, cola e canetas de várias cores. Pinte o ovo, desenhe a simpática cara do coelho, aplique as orelhas, e o coelho está pronto para ser escondido numa divisão da casa. Depois basta convidar os restantes membros da família a descobrirem onde estão os coelhos.

Se prefere criar um ovo decorativo diferente, também existem soluções que não são complicadas e que dão um toque mais personalizado a decoração de pascoa. Caneta de feltro, flores frescas apanhadas no jardim uma folha de papel de jornal, tesoura e cola são os "ingredientes" para criar a "princesa adormecida". Desenhe a cara, aplique as flores com a cola, recorte a folha de papel de jornal em tiras e coloque o ovo por cima dessas mesmas folhas de papel. E já está, um apontamento que pode colocar no centro de mesa, multiplique esta solução as vezes que forem necessárias para preencher o centro da mesa do almoço de Páscoa.

Mas o mais importante não será a decoração de pascoa mas sim o estar à mesa com quem mais gostamos e aproveitar para conversar, que é uma coisa que cada menos se faz. Desligue a televisão, coloque uma musica ambiente e aproveite o almoço de Páscoa para saber o que cada um dos elementos da família esta a fazer e quais são os sonhos a concretizar em breve, é bom sonhar e transformar os sonhos em realidades. Desejo a todas e a todos uma Santa Páscoa.

Descubra aqui mais ideias para ter uma Páscoa personalizada ao seu gosto: 12345.

 

Transformação Sustentável das Empresas

Falo imensas vezes em dicas para que a nossa casa seja mais amiga do ambiente mas o local onde trabalhamos também não deixa de ser importante e não deve deixar de ter toda a nossa atenção, por isso, hoje, o nosso foco são as empresas.

photo-1604328703693-18313fe20f3a.jpg

Mesmo numa empresa com largos anos no mercado e num escritório onde não pretendem fazer alterações de fundo é possível executar transformações  para que o espaço seja mais atual e mais sustentável. Basta dar mais atenção aos seguintes itens:

1. Ao ambiente que rodeia o edifício, nomeadamente à orientação solar, quando estiver a organizar ou a reorganizar o espaço;

2. Ainda quanto à organização e disposição dos vários espaços. Quando organizar os espaços, procure diferenciar os vários tipos de espaços de trabalho: espaços para trabalho individual, salas de reuniões, refeitórios ou espaços de descontração. A climatização e a acústica devem estar adaptadas a cada espaço; 

photo-1604328698692-f76ea9498e76.jpg

4. Poupança de energia. Todas as lâmpadas devem ser LED. Nas zonas de curta estadia, tais como casas de banho ou dispensas devem ser colocadas luzes com temporizadores;

5. Poupança de água. Coloque redutores de pressão de água em todas as torneiras da empresa, em particular na casa de banho e na copa. Na casa de banho coloque temporizadores em todas as torneiras. Escolha autoclismos com a possibilidade de 2 descargas, onde uma delas gasta muito menos água.

6. O isolamento térmico também é importante. Quanto melhor estiverem isolados todos os espaços menor será a probabilidade de abertura de janelas e maior será a eficácia da climatização, que é a responsável por uma grande fatia dos gastos mensais em eletricidade. Comece por colocar películas de proteção solar nas zonas mais sensíveis do espaço, onde há uma maior incidência do sol. Assim evita a utilização excessiva do ar condicionado.

photo-1604328727766-a151d1045ab4.jpg

7. Procure mudar os comportamentos de seus colaboradores. Faça workshops para que possa sensibilizar a sua equipa sobre os 5 Erres: Reciclar, Reutilizar, Reduzir, Recusar e Restaurar. Se precisar de uma equipa para criar um workshops à medida da sua empresa, conte connosco

8. O design Bibliofilico também deve ser tido em conta. Crie espaços onde exista uma perfeita simbiose entre o colaborador e a natureza. Para além de seguir os princípios da biofilia também devemos criar espaços verdes distintos em diferentes áreas do espaço.

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral.jpeg

No atelier Nuno Matos Cabral Design Studio sentimos necessidade de dar resposta aos nossos clientes, por isso criámos uma nova área, a consultoria para um design sustentável.

Depois de um Master em Design de Interiores tirado no Politecnico de Milão em parceria com Scuola Politecnica di Design, um curso de curta duração em Design Biofilico e em Design Sustentável e com o know-how reunido em 20 anos de trabalho, agora é a altura de dar um passo em frente e colocar ao dispor dos nossos clientes todo o know-how que reunimos. 

BIRTH by Nuno Matos Cabral for Absolut.png

A sustentabilidade, para além do bom design, vem sendo um dos valores mais importantes no nosso trabalho, não só no processo criativo como também no processo produtivo. Procuramos sempre trabalhar com marcas onde o cunho sustentável esteja presente. Por exemplo, no projeto "BIRTH" para a Absolut, os lápis aplicados eram reutilizados ou no projeto "WORKSHOP 2.0" para a FIL, o desperdício de alcatifa foi o material utilizado para criar a estrutura da instalação.

photo-1600508772927-723e3ba305c5.jpg

photo-1600508774634-4e11d34730e2.jpg

Não deixe para amanha a transformação sustentável da sua empresa, que é tão necessária para a qualidade de vida das gerações vindouras. Fazemos uma avaliação dos vários ângulos da empresa e damos as soluções a implementar. Vai gerir uma empresa mais eficaz e rentável a nível de procedimentos e gastos de manutenção. Queremos contribuir para que a transformação sustentável seja feita de uma forma organizada, racional e eficaz, adequada às necessidades de cada uma das entidades. 

Para mais informações não deixe de nos contactar, info@nunomatoscabral.com.

Tiny Houses ou Casas Muito, Muito Pequenas

As Tiny Houses ou Casas Pequenas vieram para ficar, cada vez mais é uma tendência. Ter casas mais pequenas com o essencial para viver e com conforto é o mote ou então uma casa pequena para receber os convidados e estes ficarem completamente à vontade numa casa autónoma.

Nuno Matos Cabral Design Studio.jpg

Mica_Hero_01-1ffcf711bca24eb6b3eb437bdc3a20e0.jpg

Nestas casas o segredo é criar um puzzle para que tudo caiba dentro destes pequenos metros quadrados, que tudo encaixe para que nada falte. Mas mais do que escrever sobre o tema as imagens mostram tudo o que há para mostrar sobre estas casas, nomeadamente, algumas soluções para colocar em muito pouco espaço quase tudo o que necessita.

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral.jpg

bc933ac213c193d64cf2bbe64a6fb2ba.png

Um sofá que se transforma numa cama ou uma prateleira que tem por baixo a mesa de refeições, as soluções são inúmeras e a criatividade não tem limites. O pé direito da casa é aproveitado, normalmente, para criar um quarto com uma cama de dimensões bastante generosas ou o espaço por de baixo das escadas e utilizado para criar um roupeiro onde tem que caber toda a roupa ou quase toda.

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral (2).jpg

20008802-005_1_orig.jpg

20008802-025_1_orig.jpg

20008802-026_1_orig.jpg

20008802-029_1_orig.jpg

20008802-030_1_orig.jpg

20008802-031_1_orig.jpg

E por falar em espaços reduzidos, aproveite para descobrir algumas ideias para espaços de reduzidas dimensões. Veja aqui soluções que vão ajudar a ter muita arrumação onde tem pouco espaço: 1, 2345.

 

Faça Você Mesmo um Centro de Mesa

Crie um centro de mesa amigo do ambiente onde a natureza é o mote. Se não tiver um suporte para velas, basta ter um copo de cano alto que faz o mesmo efeito.

Em primeiro lugar defina qual a base para o seu centro de mesa, se tiver uma base de madeira, perfeito, cria uma composição mais homogénea. Aproveite para podar algumas plantas no jardim ou na varanda, utilize esses ramos e utilize na decoração do centro de mesa. Coloque no suporte da vela alguns apontamentos florais, uma rosa ou então uma ou duas rodelas de um limão ou de uma laranja que já não esteja em condições para utilizar. Vai dar um toque mais colorido ao centro de mesa.

Defina o local na mesa onde pretende colocar a decoração. Coloque a vegetação em cima da base de madeira deixando um núcleo central para pousar o suporte da vela. Depois de finalizada a composição, basta acender a vela e esta pronto o centro de mesa amigo do ambiente, onde todos os elementos vem da natureza e são reutilizados.

Descubra mais ideias para decorar a mesa de jantar: 1, 2, 3, 4, 5.

photo-1506095065388-fa0cea31bbfc.jpg

 

A "Leveza" da Construção Sustentável

Um dos temas que cada vez mais está em cima da mesa quando se fala de sustentabilidade é o tema arquitetura, design e processos construtivos, que estão absolutamente interligados. Estes três ângulos só funcionam em perfeita sintonia se estiverem corretamente interligados e a fluírem entre si, permitindo que os processos de criação e construção sejam mais eficazes, mais económicos e mais amigos do ambiente.

Porque venho a pensar e a escrever sobre a "casa", no sentido lacto da palavra, do século XXI, quero destacar alguns dos materiais de construção já disponíveis ou que estão em estudo e que permitem criar uma casa mais amiga do ambiente. O primeiro desafio desta década é reunir tudo o que de melhor se faz na Europa a nível de técnicas e materiais sustentáveis num único código de boas práticas da casa sustentável. Tem que se colocar em prática um processo produtivo uniformizado que permita ter mais eficácia a preços mais baixos, num processo mais sustentável, permitindo ter uma casa mais amiga do planeta. 

Criação, Construção e Vivencia são os três pilares que permitem de um ambiente micro (a casa, o edifício) transformar um ambiente macro (a cidades, o pais, o continente, o mundo).

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 71.jpg

Bioconcrete

Desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Delft, Paises Baixos, o bio cimento tem como principal caraterística a possibilidade de regenerar as fissuras através da bactéria bacillus pseudofirmus, que é capaz de produzir calcário e permanecer adormecida até 200 anos. Quando misturadas com o cimento produzem carbonato de cálcio e são capazes de selar as fissuras existentes. As bactérias são "ativadas" pela presença de água e oxigénio, o que acontece quando uma fissura começa a aparecer.

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 7.jpg

Bambu

O bambu é uma matéria prima já utilizada nos mais variados produtos, nomeadamente, portas, janelas, pavimentos, mobiliário, entre outros. Agora também está a ser utilizado como material substituto do aço quando se produz o cimento armado. Este é um material extremamente resistente, sustentável e disponível em grandes quantidades. Estão-se a fazer testes no laboratório Future Cities com novas espécies de bambu que apresentam uma resistência à tração 6 vezes maior que a do aço para que este possa ser massificado na utilização na construção, reduzindo assim o orçamento.

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 11.jpg

Telhado Verde

No telhado verde é aplicada uma camada vegetal sobre uma base impermeabilizada em PVC. Como as plantas refletem mais raios solares do que as telhas comuns protegem o edifício do calor. Os telhados verdes oferecem um excelente isolamento térmico e acústico para os edifícios.

A tecnologia é especialmente útil nos edifícios de cidades muito quentes, é possível dispensar a instalação de aparelhos de ar condicionado e poupar recursos e energia elétrica. Uma pesquisa do EnergySavers revelou que projetos com telhados verdes podem diminuir "ilhas" de calor nas grandes metrópoles.

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 10.jpg

Vidro inteligente

Com um simples toque pode controlar a transparência, a absorção de calor e que área do espaço que será iluminado. Em dias muito quentes basta ajustar os controles para que menos luz do sol passe pelo vidro. Este tipo de vidro pode ser utilizado no interior mas também no exterior. Estima-se que possa economizar mais de 25% os gastos com ventilação, iluminação e ar-condicionado.

Replast

Criado por uma empresa americana ByFusion, o tijolo REPLAST é produzido a partir da compressão dos restos de plástico em blocos modulares. Como são moldados em várias formas e vários encaixes não é necessário utilizar cola adesivos ou qualquer tipo de argamassa para garantir a sua fixação. O processo de fabricação não emite CO² e também não é tóxico. Normalmente os resíduos plásticos usados como matéria-prima são retirados dos oceanos.

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 57.jpg

Argamassa de argila

A argamassa feita com argila substitui o cimento na mistura da massa e pode ser usada em paredes internas para assentar os acabamentos. A vantagem é que é totalmente sustentável e tem um melhor desempenho termo-acústico. A argamassa de argila ainda impede o aumento excessivo de humidade nos ambientes mais húmidos por isso também pode ser utilizado como material isolante.

Tinta Ecológica

As tintas ecológicas são formuladas a partir de corantes e óleos totalmente naturais. Não há acréscimo de consumos derivados de petróleo ou uso de componentes sintéticos. Algumas tintas também são livres de Compostos Orgânicos Voláteis, os chamados COVs, que são prejudiciais para a saúde e contribuem para a destruição da camada de ozono.

Claro está que o preço de cada um destes materiais pode aumentar o orçamento da construção, mas cabe aos governos e a corretas políticas publicas, incentivar todos os intervenientes do processo até chegar ao consumidor final, para que a trocar produtos prejudiciais por produtos amigos do ambiente seja uma realidade, há que massificar. Só assim conseguimos atingir um volume de oferta necessário para que os preços sejam mais baixos e acessíveis a todos e a construção reduza o seu "peso", o seu impacto no meio ambiente, tornando-se muito mais "leve", mais amiga do ambiente.

Arch2O-10-sustainable-houses-you-would-love-to-liv

Edgeland House – by Bercy Chen Studio

Fall House – Fougeron Architecture

Fall House – Fougeron Architecture

Piquenique em casa

O confinamento veio para ficar, pelo menos por mais algumas semanas, por isso há que puxar pela imaginação e criar momentos especiais. Se tem uma varanda, um espaço exterior, aproveite o bom tempo e usufrua do espaço. Se não tem um espaço exterior afaste os móveis da sala de estar e mãos à obra.

Coloque umas paletes ou umas caixas como mesa de refeição, se não tiver nenhuma das duas soluções, basta uma toalha no chão para dar um toque diferente ao espaço. Para criar um ambiente mais intimista coloque uma grinalda de lâmpadas por cima da mesa, se não tiver as lâmpadas coloque vários suporte de velas espalhados pela mesa.

Antes de colocar a "mesa"  coloque no chão um tapete mais felpudo e umas almofadas ou pufes para que se possa sentar de uma forma mais confortável. As flores frescas não podem faltar tal como os pratos e os copos que uttiliza nas ocasiões especiais. Deixe os guardanapos de papel na gaveta e coloque os guardanapos de pano para que seja mesmo um almoço ou jantar diferente.

Este é um projeto para um sábado ou domingo que tenha mais tempo. Aproveite e divirta-se com toda a família reunida.

 

Primeira Casa da Rua by Nuno Matos Cabral 5.jpg