Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um canteiro que era uma cadeira

por Primeira Casa da Rua, em 13.08.13
Por vezes encontramos cadeiras em casa dos pais ou dos avós que já não têm qualquer hipótese de serem recuperadas, mas apesar disso gostamos imenso, ou porque tem um forte valor sentimental ou porque gostamos mesmo da cadeira, não sabemos explicar, mas gostamos. Aqui fica uma ideia para a cadeira tão especial que ainda está na arrecadação. Divirta-se! :-)

Quando a cadeira tem o assento em palhinha deve utilizar um alicate-tesoura para retirar a totalidade da mesma, se a cadeira tiver o assento em madeira deverá utilizar martelo, chave de fendas e serrote para retirar o assento. Faça um buraco com o diâmetro do vaso e depois basta colocar o vaso "dentro" da cadeira. 

Vai ficar com um jardim muito especial.


AS MINHAS ANOTAÇÕES

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------//

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:32

Reciclar cadeiras de verga ou palhinha

por Primeira Casa da Rua, em 24.04.13
Olá Catarina Damasceno, obrigado pelo seu email.

Em primeiro lugar deve limpar as cadeiras para que não restem poeiras ou substancias oleosas (limpar com lixa). Depois acho que o mais interessante será pintar as cadeiras de branco, deve utilizar tinta spray que seja bastante resistente para aderir ao material que é bastante irregular. Penso que a tinta de esmalte sintética pode ser a solução, mas recomendo que pergunte sempre a um colaborador da loja onde vai comprar as mesmas qual a tinta mais adequada.

Chamo a sua atenção para a importância de colocar a superfície a pintar na horizontal para evitar que a tinta escorra.



Para além de pintar as cadeiras, que vão ficar com um aspecto mais "clean" e actual,  sugiro que forre também as almofadas do assento com um tecido informal adequado ao tipo de cadeiras da fotografia. Sugiro as riscas porque é um tecido com algum movimento e muito "verão". Não sei como é o resto do ambiente onde vão ficar as cadeiras, mas espero que seja adequado. Queremos ver fotos do resultado final, divirta-se!


AS MINHAS ANOTAÇÕES


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------//

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:57


PRIMEIRA CASA DA RUA

SE O TEMA É DESIGN, DECORAÇÃO OU FAÇA VOCÊ MESMO, ENTÃO ESTÁ AQUI! EMAIL. primeiracasadarua@gmail.com

Translate


Seguir no SAPO

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


A PRIMEIRA CASA DA RUA ESTÁ NA SIC MULHER E NO SAPO... OLÁ PORTUGAL!


TAMBÉM ESTÁ NA CASA CLÁUDIA...OI BRASIL!