Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Experiência Vodafone

por Primeira Casa da Rua, em 20.04.15

A semana passada recebi um convite inesperado mas que muito me agradou, fiquei no registo criança de 9 anos à espera do presente. Como todos os meus amigos sabem, sou fã de arquitetura, em especial dos edifícios Prémio Valmor, prémio anual atribuído a grandes obras de arquitetura realizadas em Portugal, este Prémio resulta do testamento do Visconde de Valmor, Fausto Queiroz Guedes, e foi associado ao Prémio Municipal de Arquitectura desde 1982, premiando diversos tipos de edificação ou obras de arquitectura paisagista.

 

Entre os edifícios galardoados com o Prémio Valmor contam-se o edifício da Reitoria da Universidade Nova de Lisboa (Manuel e Francisco Aires Mateus), o Pavilhão de Portugal (Siza Vieira) e o Pavilhão do Conhecimento (João Luís Carrilho da Graça), e a Sede, jardins e museu da Fundação Calouste Gulbenkian (Ruy Athouguia, Alberto Pessoa, Pedro Cid, Gonçalo Ribeiro Teles e António Viana Barreto), entre muitos outros. A Vodafone que recebeu tal distinção em 2005, entre outras, tais como o os prémios para Melhor Edifício de Escritórios e Melhor Empreendimento Imobiliário de 2004 e o Prémio Dedalo Minosse, atribuído pela associação de arquitectos italianos endereçou-me o convite para conhecer a sua sede na antiga Expo, hoje denominado Parque das Nações.


Não é difícil adivinhar, que a noite anterior à visita foi bastante agitada a contar as horas, os minutos os segundos para ter a minha experiência Vodafone. Claro que antes da visita já sabia que o edifício foi projetado pelos arquitetos Alexandre Burmester e José Carlos Gonçalves, o arranque da obra foi em 2000 e no ano de 2002 estavam os primeiros colaboradores a mudarem-se de malas e bagagens para o novo edifício, atualmente são precisamente 1422 colaboradores a viverem este edifício, sim, disse bem, a viverem, porque as experiências que podemos desfrutar dentro deste edifício que tem uma área de cerca de 35.000 m² acima do solo e 25 000 m² de área subterrânea, são inúmeras.


A minha experiência começou logo à chegada, deparei-me com uma zona de receção, não muito usual, com uma iluminação cuidada, um tapete a demarcar a zona, onde estava uma colaboradora que com a sua simpatia me deu as boas vindas. A solução que encontraram para termos acesso à experiência Vodafone, é muito século XXI, uma mensagem é enviada para o nosso telemóvel e a partir daí podemos entrar e sair com essa mesma mensagem. Adorei, senti-me uma personagem do Star Wars ou do Espaço 1999.


O edifício com as suas linhas retas, vãos de grandes dimensões e todas as linhas que se cruzam em várias rampas que unem os pisos são um deleite para a visão.


Os revestimentos dos corredores, quase que intermináveis, que são também uma verdadeira experiência visual, também são uma experiência tátil, o conforto das madeiras que revestem as paredes e o pavimento transformam todos aqueles percursos num verdadeiro conforto.


O jardim dos bambus, uma experiência olfativa e auditiva inesquecível, ao passearmos pelos vários corredores de bambus com mais 3 metros de altura, criando paredes com mais 5 metros, transmitem uma sensação de tranquilidade, que em palavras torna-se difícil de descrever.

 

Depois a zona do Club Vodafone onde todos os funcionários podem fazer desporto, o refeitório com uma decoração muito minimalista e confortável, com algumas das taças que as várias equipas de desporto conquistaram e o espaço onde os colaboradores podem preparar as suas próprias refeições, são espaços que não deixam ninguém indiferente, um ambiente muito “clean”, minimal, mas muito confortável.


O mais interessante é que para viver parte desta experiência não necessita de convite, porque há um jardim no núcleo central do edifício onde pode desfrutar e apreciar o edifício no seu todo, tendo o rio Tejo como pano de fundo, por isso basta querer!


Obrigado pelo convite, obrigado Rita pela simpatia com que me recebeu. Tive uma verdadeira experiência Vodafone!

 unnamed (2).jpgunnamed.jpg

Edificio Vodafone.jpg

IMG_2032.jpgIMG_2025.JPGfotografia (1) (1).JPG

fotografia 4 (2).JPG

IMG_2045.JPGIMG_2060.JPGfotografia 5 (3).JPG

IMG_2052.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:53



PRIMEIRA CASA DA RUA

SE O TEMA É DESIGN, DECORAÇÃO OU FAÇA VOCÊ MESMO, ENTÃO ESTÁ AQUI! EMAIL. primeiracasadarua@gmail.com

Translate


Seguir no SAPO

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


A PRIMEIRA CASA DA RUA ESTÁ NA SIC MULHER E NO SAPO... OLÁ PORTUGAL!


TAMBÉM ESTÁ NA CASA CLÁUDIA...OI BRASIL!