Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Em casa de... Brooke Shields

por Primeira Casa da Rua, em 01.08.17

Brooke Shields, a actriz que fez a primeira Lagoa Azul em 1980, ao que consta, o filme que todas as adolescentes adoravam na época, abriu as portas da sua casa de Nova Iorque, mais precisamente na zona de Greenwich Village à revista AD norte americana.

 

Uma casa onde o requinte clássico se mistura com algumas peças, nomeadamente, obras de arte que permitem criar composições mais eclécticas e mais dinâmicas, visualmente.

 

Veja as casas de outras celebridades como Sarah Jessica Parker ou Giorgio Armani na secção Espaços & Casas.

 

brooke-shields-new-york-townhouse-5.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-1.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-2.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-3.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-4.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-6.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-7.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-8.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-9.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-10.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-11 (1).jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-12.jpg

brooke-shields-new-york-townhouse-13.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De HÁ NIÑAS a 01.08.2017 às 15:14

Adoro os mais de 50 pares de sapatos e o tapete em pele. O gajo do PAN deve estar roído até aos ossos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.08.2017 às 15:37

O gajo do PAN não escreveu nada, até agora mas, escrevo eu e não sou do PAN.

O comentário sobre a "suposta" inveja do deputado do PAN em relação aos 50 pares de sapatos só a ele respeitará ou não.

O que importa é que a pele como artefacto ou peça de vestuário e mobiliário implica processos atrozes envolvendo diversas espécies de animais sem qualquer justificação a não ser que já hajam, por declarada e imperativa necessidade sapatos de pele humana ou sofás da mesma.

Fiquemos pelo respeito e dignidade das espécies de animais deste Planeta não as maculando e destruindo em nome da vaidade humana.
Sem imagem de perfil

De Carlos Figueiredo a 01.08.2017 às 15:42

O comentário iniciado pelo "O gajo do PAN..." foi publicado, inadvertidamente, como anónimo e não era essa a intenção.

Assim, a identificação é a mesma deste.

Sou Vegano, respeito os animais e defendo a preservação das espécies, sem usar qualquer tipo de provocação para o efeito, como foi o comentário desnecessário, na minha opinião, de Há Niñas.
Sem imagem de perfil

De HÁ NIÑAS a 01.08.2017 às 17:13

Calma, Carlitos. Se tu és Vegano, eu sou a abelha maia. Claro que o gajo do PAN ainda não escreveu nada. Nem vai escrever. Ou achas tu que ele se chateia por a dona dos sapatos e do tapete gostar da pele dos animais? Obviamente que não. O gajo do PAN é mais cães e gatos, por enquanto. Na verdade, não o vejo a exigir a regulação do poder paternal para porcos e porcas, bois e vacas. Lá chegará o tempo se veganares o suficiente. Cá por mim, gosto mais do que está dentro da pele, uma boa picanha, um bom bife, etc., bem como do que está dentro da casca, um bom camarão-tigre, uma lagosta, uma santola. Ainda vais morrer ougado...
Sem imagem de perfil

De :P a 02.08.2017 às 03:15

Na foto nº 5 detecto uma mala de porão como as que vejo regularmente no lixo em Portugal. A propósito, também vejo regularmente no lixo, normalmente nas zonas rurais, várias peças de mobiliário que vejo similares em reportagens de decoração em casas de campo no sul de França, (mobiliário rural tradicional). Os mais velhos morrendo, os mais novos nem põem a hipótese de, pelo menos, fazer algum dinheiro.
Não faz mal, aumentam o preço das peças que sobrevivem.
Como dizia um dia na TV sobre o património arquitectónico português (*), um arquitecto já falecido e de que não lembro o nome: "os portugueses trocam uma cómoda D. Maria por qualquer coisa em fórmica." Isto leva-me a outra afirmação conhecida: " se o investimento em educação e cultura sai caro, experimentem investir na ignorância ." (Não lembro se é bem assim mas o sentido é o mesmo.)

(*) Também noto que, pessoas cultas portuguesas, na hora de recuperar habitações de traça antiga a maior parte das vezes o que fazem é esventrar tudo e tudo cobrir a cimento em vez de a cal e areia e fazem "fake" reabilitações o mais das vezes cheias de objectos decorativos cócó que adquirem em lojas de "tiââs". (O equivalente ao "over dressing")

Comentar post



PRIMEIRA CASA DA RUA

A Primeira Casa da Rua é um blogue onde pode descobrir com o mudar a sua casa em pouco tempo, com ideias simples, inovadoras utilizando os "nossos" três "eRRes" : Reciclagem, Reutilização e Recuperação. Também pode descobrir todas as regras para ter a sua casa perfeita: Como colocar um quadro na parede sem danificar o estuque ou descobrir qual a distância que deve ter o candeeiro da sala de jantar da mesa.

Translate




Seguir no SAPO

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D


A PRIMEIRA CASA DA RUA ESTÁ NA CASA CLÁUDIA...OI BRASIL!


E TAMBÉM NA SIC MULHER E NO SAPO... OLÁ PORTUGAL!